12 dicas para evitar uma queda e voltar as boas vendas

by

Todos os vendedores que nesta altura do ano ainda não conseguiram “arrancar” com as suas vendas, começam a ficar preocupados. O que vai acontecer agora? Tenho o verão a porta! Como vou conseguir voltar ao ciclo positivo nas minhas vendas? As boas notícias são que independentemente do que está a enfrentar, todos nós já passamos por isso e não está sozinho. A má notícia é que quando estamos a enfrentar esta etapa da nossa carreira, normalmente não sabemos como dar um abanão e tirar todos estes problemas das costas e voltar a entrar no trilho das vendas.

Antes das 12 dicas de hoje, deixo 4 conselhos:

1) Não entre em pânico. Se entrar no modo pânico, não conseguirá ser criativo e vai precisar dela. Lembre-se que um potencial cliente tem um faro apuradíssimo e se vir que está em desespero, irá correr de si como gato escaldado tem medo de água fria. Mantenha a calma, respire fundo e siga com confiança, mesmo quando ela não é muita.

2) Não se deixe ir abaixo. Estar desanimado ou sem “vida” só irá lhe afundar mais neste processo. Pense positivo, tal como na matemática, “+” com “+” é igual a “+”. Aja de forma que o seu moral não seja afectado. Só você conseguirá mudar a sua atitude. E a atitude é tudo na nossa profissão.

3) Não se enerve. Toda a atitude nervosa será interpretada pelos seus clientes, colegas e superiores com um descontrole emocional. E um descontrolado não consegue desempenhar bem uma função de vendedor. Mantenha o foco na solução e deixe de se lamentar sobre o problema.

4) Não desista. O pior que pode fazer nestas situações é fugir. Fugir é uma atitude fácil e que só demonstra o quanto é incapaz de enfrentar uma situação mais complicada. O que vai fazer da próxima vez que estiver na mesma situação em outra empresa, continuar a fugir? O seu lema tem que ser: “Vencer ou morrer tentado!”

Para lhe ajudar a abanar estes problemas da sua vida e voltar a apanhar o comboio das boas vendas, tente algumas das dicas abaixo.

1. Reveja o seu plano de vendas

Volte a analisar todos os objectivos que determinou no início do ano. Volte a assumir compromissos que sejam tangíveis e que permita que esteja motivado para os conseguir atingir. Se for preciso volte a reescrever todos os seus objectivos novamente. Se achar melhor, faça planos bimensais para que possa atingir os objectivos de curto prazo, dentro de um objectivo maior a longo prazo. Sabe como se come um elefante? Come-se em pequenas colheradas.

2. Trabalhe de forma inteligente e concentrado

Pense em 10 coisas que gostaria de fazer para que o seu trabalho possa ser considerado eficiente. Depois comprometa-se a executar arduamente estas 10 coisas para que ao chegar no final da semana veja que elas foram cumpridas. Faça o mesmo para a próxima semana, e assim sucessivamente até isso se tornar uma prática de sucesso.

3. Procure ajuda

Peça a algum colega, amigo ou familiar que confie, para ouvir os seus telefonemas, avalie-te num evento de networking ou mesmo analise as suas apresentações. Peça para que, depois de acompanhar-te, sejam honestos no julgamento para que possam dar-te os melhores conselhos de onde deve corrigir.

4. Faça auto-formação

Grave as suas chamadas, filme as suas apresentações e seja honesto consigo mesmo. Responda a esta pergunta: “Compraria de si próprio?

5. Mude a sua apresentação

Se calhar chegou a altura de mudar a sua apresentação comercial completamente. Não quero dizer que ela deixou de fazer efeito, o que acontece é que depois de um ano a usar o mesmo discurso, não será altura de mudar? O que está a fazer, todos os outros vendedores também estão, e como você, também estão com problemas nas vendas. Seja diferente, inove, comece pelo fim, ou salte para os slides do meio e depois volte ao início e pule para o fim, use filmes, testemunhos gravados. Siga o lema, “Mude a forma de vender. Se não quer, então mude de profissão

6. Afaste-se dos pessimistas

Você sabe quem eles são, eles existem em todas as empresa. São os sugadores da alegria alheia e adoram ver os outros afundarem para ficar com algumas sobras. Conto-vos uma pequena história: “Estava um empregado duma empresa na janela a tentar saltar e suicidar-se. O chefe deste empregado tentava a todo custo desmotiva-lo, quando um outro colega, do que estava a tentar suicidar-se, chega e toca no ombro do chefe e pergunta: se ele se suicidar, posso ficar com a mesa e o lugar de garagem dele?

7. Chegue cedo no trabalho

Agora deve estar a pensar, caramba, já estou na lama e agora ainda tenho que chegar mais cedo ao escritório? E a minha vida pessoal? Para já, enquanto não estiver nos trilhos novamente, chegue cedo e siga a risca o cumprimento dos compromissos que assumiu na dica 2. Quando voltar aos trilhos, poderá relaxar um pouco, mas até lá, dê no duro.

8. Mude o seu humor

Não deixe de ouvir as músicas que gosta, de ver filmes motivacionais ou mesmo ouvir audio-books enquanto vai ou volta do trabalho. São estas pequenas coisas que irão permitir que o seu humor sofra as melhorias necessárias para suportar o dia árduo que irá ter pela frente. Ficamos felizes quando estamos perto de pessoas bem-humoradas. Os seus clientes também vão apreciar isso.

9. Mude de ambiente

Aplique o conceito de clean desk. É impossivel alguem estar satisfeito no seu ambiente de trabalho, quando não consegue sequer ver o tampo da mesa. Um ambiente caótico irá deixa-lo depressivo e com pouca vontade de se aproximar da sua mesa para trabalhar. Se estiver depressivo, os seus clientes sentirão e não vão querer ter-te por perto. Outra hipótese é por exemplo mudar de lugar dentro da empresa. Procure uma outra mesa e se puder mude-se para ela. Sempre que mudamos, conseguimos limpar uma quantidade muito grande de papel da nossa mesa e arquivos.

10. Tenha um mentor

Se puder, siga a forma de trabalhar de alguém que considera um bom vendedor. Veja o que e como ele faz diferente de si, e tente depois incorporar estas mudanças de comportamento e atitude no seu processo de venda. Agora, seguir um mentor, não tem de ser necessariamente alguém do seu escritório ou do seu mercado. Você pode aprender muito observando um vendedor de outra indústria.

11. Leve o seu chefe consigo

Peça o seu chefe para lhe acompanhar, por exemplo, durante uma semana, nas suas visitas a clientes e potenciais clientes. Ao saber que ele está ao seu lado, irá preparar-se de outra forma para cada uma das visitas, e o seu chefe de certeza no final de cada visita irá fazer-lhe um resumo do que correu bem e do que correu menos bem. Melhore o que correu bem e corrija o que correu menos bem.

12. Prove que o dinheiro pode comprar pequenas felicidades

Compre alguma coisa que vá além do seu orçamento. Sei que isso é muito radical, e está a pensar que sou completamente doido, pois já não vende como deve ser, e agora diz para gastar dinheiro em algo que vai além do meu orçamento. Mas vamos por parte, quando foi a ultima vez que almoçou num restaurante com toalhas e guardanapos de pano, onde o empregado é educado e lhe serve com tempo, respeito e voz baixa? Quando foi a ultima vez que dormiu uma noite num hotel de 5 estrelas? Quando foi a ultima vez que foi a um SPA e recebeu uma massagem? São estes miminhos ao nosso ego que estou a propor. São estas pequenas “felicidades” que nos colocam com uma disposição fantástica.

Você é o responsável pelo seu desempenho, só você consegue mudar o rumo que a sua vida profissional está a ter. Somente depois de aceitar o facto que é o motor para alcançar tudo o que deseja, irá conseguir voltar a estar no trilho do sucesso nas vendas. Acredite em si. Eu sei que consegue.

Pense nisso e boas vendas.

No tags for this post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Provavelmente quem inventou esta frase, trabalhava na área das vendas. Porque? Porque estamos a chegar…

Identificar que decide

Outubro 3, 2008

Esta semana resolvi trazer-vos um tema que muitas vezes nos acontece e algumas vezes acertamos…

%d bloggers like this: