Não, este artigo não vai falar do filme as 50 sombras mais negras de Grey. O que quero é apresentar uma lista de 50 sombras mais negras do desperdício que atrapalham a nossa vida e que infelizmente, as vezes, não temos (ou não queremos ter) consciência que elas existem e que nos atrapalham (muito). Mas vamos lá deixar de firulas e ir directo ao assunto.

1. Mover papéis de uma pilha para outra só para dar a impressão que tem a mesa organizada;

2. Gastar duas horas a pensar na forma como poupar 1€;

3. Ouvir sem escutar o que está a ser dito;

4. Pedir conselhos quando não tem a menor intenção de os aplicar;

5. Começar várias coisas em simultâneo e não acabar nenhuma;

6. Preocupar com o que os outros dizem de nós;

7. Reclamar que está tudo mal e não apresentar uma solução para resolver;

Siga-me pelologo_b

8. Criar soluções “penso-rápido” quando deveria identificar a raiz do problema e criar uma solução definitiva;

9. Burocratizar ao invés de democratizar;

10. Repetir o mesmo erro várias vezes e não reconhecer o quão estúpido isso é;

11. Não tomar uma decisão com medo que haja consequências. Ou o princípio da inacção;

12. Apresentar uma série de ideias e não implementar nenhuma.

13. Criticar quando deveria estar a dar feedback;

14. Atacar as pessoas que não aceitam a sua ideia ao invés de debater e encontrar pontos de melhoria;

15. Criar regras que nunca serão cumpridas por que você mesmo não cumpre;

16. Preocupar-se demasiado com o futuro sem soltar as amarras do passado;

17. Dizer “TALVEZ” ou “PROVAVELMENTE”, quando o que queria mesmo dizer era “NÃO”;

18. Pedir relatórios sobre tudo e nada e depois nem sequer olhar para eles.

19. Demorar a pedir ajuda quando o problema ainda é demasiado “pequeno” e quando pede, ele já está “gigante”;

20. Seguir regras que estão obsoletas e só você se importa em seguir;

21. Obrigar os seus colaboradores a trabalhar mais do que necessário só para mostrar a eles quem é o “chefe”;

22. Não apoiar um projecto “vencedor” porque (só você) acha que o “outro” é melhor, quando não é de todo.

23. Dar sempre 150% na realização de uma tarefa quando conseguia o mesmo resultado com somente 95% do empenho despendido.

24. Falar mal dos colegas pela costas (voltar ao ponto 13 por favor);

25. Iniciar uma reunião sem uma agenda pré-definida e enviada a todos os participantes;

26. Ser vingativo, mal disposto e rabugento;

envy photo
Photo by Florencia Cárcamo

27. Ser invejoso;

28. Criar um processo que necessita de pelo menos 5 autorizações para ser aprovado;

29. Subornar ou pagar para que façam o “SEU” trabalho;

30. Não delegar as tarefas a quem sabe melhor executar as mesmas;

31. Encontrar um culpado para tudo o que acontece de errado consigo;

32. Procurar sempre erros no que os outros fazem e gritar aos 4 ventos que eles não sabem fazer nada bem;

33. Não mudar os maus hábitos e achar que só o que você faz é correcto;

34. Sentir-se o Calimero e que tudo de errado só acontece consigo;

35. Tentar controlar o que não pode (e não deve) ser controlado;

36. Criar discórdia entre todos os membros da equipa (dividir para reinar);

37. Mentir;

38. Reinventar a roda (conheço tantos assim…);

39. Fazer trafulhice para beneficiar com o resultado;

40. Sonhar e não agir em prol da concretização;

41. Exigir que apresentem os factos e decidir de acordo com a emoção;

42. Ser rancoroso (em adição à dica 26);

43. Necessidade de ter sempre razão;

44. Exigir obediência cega e não aceitar contestação;

45. Arranjar desculpas para os erros;

46. Fazer a mesma coisa duas vezes, só porque não quis fazer bem logo a primeira;

47. Demonstrar que está muito ocupado só para “parecer” que está ocupado;

48. Roubar ideias dos colegas e apresentar como suas;

49. Exigir o esforço para parecer perfeito e não pela excelência;

50. Não saber o valor de ser verdadeiro.

Agora que conheceu a lista completa das 50 sobras mais negras do desperdício, consegue me responder em quantas destas sombras reconhece a sua forma de agir?

Conclusão final

Se com este artigo conseguiu validar sobre como o Coaching pode ser útil no seu crescimento, então termino com um pergunta: Há alguma coisa que quer mudar na sua vida ou na sua profissão?

Se acha que sim, então ofereço uma SESSÃO GRATUITA DE COACHING para ficar a conhecer um pouco mais deste processo.

Muito obrigado por ler o meu artigo.

Conheça a Fórmula que muda a forma de ser.

Pense nisso!

Complete a frase: VENDER É....
O que captou o seu interesse no Artigo? Titulo do ArtigoPalavra-chavePesquisa Aleatória
Como chegou até ao meu site? NewsletterPesquisa no GoogleOutro site
Como classifica o interesse do Artigo? BaixoSuficienteBomMuito Bom
Sugeria o meu site a algum amigo ou colega? SimNãoProvavelmente
Com que frequência visita o meu site? 1ª visita1 vez/semana1 vez/mêsMuitas vezes
Permita-me saber quem é Nome:
e-mail:
Se gostou do Artigo deixe o seu comentário:
Clique em ->

Nota importante: Este artigo saiu originalmente em inglês e pode consultar a lista neste link do autor Frank Sonnenberg. Porém há algumas alterações que fiz para se adaptar a nossa realidade.
banner_inquerito

Tagged on:         

Wilques Erlacher

Coach de Desenvolvimento & Transformacional, membro da ICF – International Coach Federation com o nº 9120494 e Director de Vendas na Saphety (empresa do Grupo Sonae). Há mais de 20 anos que trabalho em funções relacionadas com Marketing, Vendas Corporativas, Desenvolvimento de Negócios, Gestão de Clientes, Formação, Mentoria e Consultoria em Vendas. Fui Presidente da Direcção na OV-APPV Associação Portuguesa dos Profissionais de Vendas e trabalhei na Petrogal (actualmente Galp Energia), na Agência Reuters Portugal, na Bull Portuguesa, na Novis Telecom e Mainroad (grupo Sonaecom). Sou keynote speaker, formador e mentor de equipas de vendas, desenvolvi e pratico a metodologia "Venda Melhor – A Fórmula que muda a forma de ser". Trabalho como Coach no desenvolvimento de profissionais em clientes empresarias em Portugal, Colômbia, Brasil, Espanha, França, Itália, Quénia e Cazaquistão. Acredito que há um potencial a ser trabalhado em cada um dos meus clientes, de forma única. O meu lema é “Coaching: It’s all about execution!” Quer falar comigo sobre como ser melhor profissional? email: we@wilqueserlacher.com Skype: w.erlacher telefone: +351 932 558 558