Guest Post – O JAQUE “Já que não deu para nada foi ser vendedor”

by

grumpGuest Post escrito por: Miguel Ângelo Câmara Braga (miguelangelocbraga@gmail.com)
Em vinte e seis anos de vendas já  gerenciei  e coordenei  equipes de vendas e tive contato com vários profissionais com o perfil do JAQUE “ Já que não deu para nada foi ser vendedor”.

Acredito caro leitor que você também já se deparou com esse personagem na sua equipe de vendas ou no seu dia a dia ou conhece alguém com as características abaixo. Tenho observado essas características em muitos vendedores de lojas, pois, na visão desses profissionais como não existe outra opção de trabalho vão ser vendedores ou vendedoras e exercem de mal grado a profissão.

Segue abaixo as características desse personagem.

É imutável: Não adianta nem dizer e nem mostrar para ele que tudo muda. Ele entende que é verdade…Tudo muda, menos ele.

É o dono da verdade:  Ele tem certeza absoluta de que está sempre certo, e quando lhe perguntam “Porque não vendeu?”, ele diz que foi o cliente que não comprou.

É justificativo:  Ele  justifica tudo o que faz e o que não faz, sem nenhuma preocupação. Para ele, as vendas estão baixas porque o preço está caro, ou o concorrente é o melhor ou o mercado está em crise, ou sua empresa não faz propaganda. Nunca a culpa é dele.

É lamentoso:  Vive de mal com a vida. Tudo esta sempre contra ele. As coisas ruins só acontecem com ele. Acha que se alguma coisa pode dar errado, dará. E o pior é que dá mesmo.

É individualista:  Não consegue se unir a ninguém e é incapaz de trabalhar em equipe. Só pensa em si mesmo o tempo todo. Em algumas ocasiões pode ser até perigoso para o ambiente de trabalho, pois, para se defender, pode passar a minar negativamente o estado de espírito dos demais.

Só se chega aos novatos:  Não convive bem com os veteranos porque estes já o conhecem e, por isso, o evitam.  Então, ele vive se aproximando dos novatos – às vezes exercendo influencia negativa muito forte.

Não lê:  É um analfabeto, alfabetizado. Não se preocupa e nem investe em si mesmo. Só vai para sala de aula quando a empresa paga (e assim mesmo, vai resmungando contra o seu gerente, que o obriga ouvir toda essa baboseira).

É desinformado: Não lhe peça relatórios, roteiros e estatísticas. Ele  não faz e, quando é obrigado a fazer, mente e inventa dados, para que ninguém possa identificar e criticar o seu mau trabalho.

É incompreendido:  Sua frase preferida é “Ninguém me entende”. Vive querendo que alguém mude tudo para que ele possa continuar sendo o mesmo.

É infeliz:  A vida bateu, e continua batendo nele. Não consegue superar suas próprias frustrações. Na maioria das vezes, nem na sua vida particular ou familiar são de bom padrão. Ele acorda pela manhã e.. Vai carregando a sua cruz pelo resto do dia.

Miguel Ângelo Câmara Braga Braga

Guest Post: Vender

Abril 12, 2013

Por: Vitor Rafael de Lima Silva Atualmente vender é muito mais do que propriamente vender.…

O Raúl

Abril 29, 2008

Recebi esta história de um cliente que tenho a sorte de também ter desenvolvido uma…

Desejos para 2009

Janeiro 4, 2009

O ano de 2008 já lá vai. Chegamos então a aquela altura do ano onde…

%d bloggers like this: