Objectivos. Simples de estabelecer, difícil de cumprir

by

Este é talvez o tema mais falado entre quem está a arrancar com um novo projecto ou mesmo dentro das organizações que pertencemos. Os objectivos sempre estiveram ligados a área comercial, porém com o evoluir dos tempos, agora já há objectivos para áreas como desenvolvimento (aparecimento do SCRUM), marketing, serviço ao cliente, etc. Mas como disse no título, é muito simples estabelecer objectivos, sejam eles pessoais, de equipa ou da empresa. O problema no estabelecer de objectivos é conseguir que eles sejam cumpridos. Por isso esta semana vou falar dos dois principais motivos que influenciam de forma muito negativa no atingimento dos objectivos. são eles:

Motivo nº 1: Estabelecemos um objectivo, porem….

Gastamos imenso tempo e esforço mental para estabelecer um objectivo, porém na hora “h” quando temos que por em acção os meios necessários para ir de encontro há três coisas que nos bloqueiam a boa execução:

1) Esquecer de tomar as devidas acções para avançar

Dou um exemplo disso: Tomou a decisão de no final de cada dia de trabalho, despender 20 minutos para fazer a lista de tarefas que tem que executar no dia seguinte e assim ser mais produtivo no cumprimento das tarefas. O que acontece? Chega ao final do dia de trabalho e já está tão cansado que pensa: que se lixe, amanhã faço isso. E nunca mais volta a pensar no tema.

2) Falhar o momento certo para agir

Dou um exemplo disso: Tem como objectivo todos os dias entre as 09h30 e as 10h30 desligar o Outlook e pegar numa lista de números de telefones de contactos para prospecção. No entanto quando chega ao escritório, a segunda coisa que faz depois de pousar a sua mala sobre a mesa é ir ter com os colegas de trabalho na copa, retirar um café e ficar a jogar conversa fora sobre futebol, o que fez no final de semana, o problema de saúde do filho, do gato, do cão, etc. Quando volta a sentar na mesa, já são quase 10h15 e o tempo útil que era importante para contactar potenciais clientes foi quase todo desperdiçado com conversas para “boi dormir”.

3) Deixar ser vencido por segundas opções inúteis

Dou um exemplo disso: Depois de vários meses a ponderar se fazia ou não a inscrição no ginásio, finalmente tomou a decisão, inscreveu-se e decidiu que levantaria todos os dias as 07h00 para estar no ginásio as 07h30 e treinar durante 1 hora. Assim conseguiria ainda ter tempo para chega ao escritório as 09h00. No primeiro dia, levanta-se e está a chover. Olha para a janela e pensa: hoje não vou. Amanhã ao invés de correr 5 km, corro 10km e compenso. Isso vai acontecendo todos os dias e passado um mês, nunca pôs os pés no ginásio, pagou e chegou a conclusão que isso de ir para o ginásio não é consigo.

Motivo nº 2: Deixamos nos desviar do caminho traçado

O pior que pode acontecer na persecução dos objectivos é iniciar o processo e no decorrer do caminho, deixamos que outros factores nos desviem a atenção para coisas que não interessam e assim desistimos de cumprir o objectivo. Aqui também há 3 coisas que afectam negativa isso:

1) Estímulos desviantes

Dou um exemplo disso: Depois de subir na balança e ela quase pedir pelo amor de Deus que saia de cima pois está com excesso de peso, você finalmente decide por seguir um plano de dieta Slim & Svelte Diet e nos primeiros dias até segue a risca o que a nutricionista lhe indicou. Porém perto do seu trabalho tem uma pastelaria que faz uns bolos divinais e, até o dia anterior a iniciar a dieta, ia lá comprar pelo menos uns 4 e refastelar-se à grande. Porém agora que está com o objectivo de perder de peso, entrar na pastelaria está totalmente fora de questão, até ao momento que passa pela porta, sente o cheiro a pão quente a sair do forno e pensa: “Que se lixe. Um bolinho não vai fazer nenhuma diferença.” Mas como faz isso todos os dias, nunca vê a balança diminuir o peso e a culpa, no final, é do plano de dieta que não funciona.

2) Não esquecer os maus-hábitos

Dou um exemplo disso: Tomou uma decisão de parar de beber a cervejinha todos os dias depois do trabalho com os colegas e passar a ir ao ginásio para finalmente tonificar o corpo. No entanto, chega na segunda-feira e ao final do dia os seus colegas habituais de copo gritam o seu nome a porta de saída do emprego e você pensa: “Que se lixe, um dia não são dias.” Amanhã faço duas horas de ginástica e compenso o dia de hoje. Só que este dia seguinte nunca chega, pois todos eles são passados com amigos no bar ao pé do escritório.

3) Deixa um pensamento negativo influenciar

Dou um exemplo disso: Você há muito tempo que está a espera de poder comprar uma nova aparelhagem para a sua sala com TV 4K, Som sorround e tudo o que há de bom e do melhor. Vem poupando o seu dinheiro desde o início do ano. Chega Dezembro e a sua namorada termina tudo consigo. Furioso, pega no carro e acelera a fundo sem ver por onde está a ir e espatifa o carro na traseira de um que estava parado no semáforo. Nos dias seguintes foi ver o dinheiro que tinha poupado ser todo gasto a pagar o arranjo do carro da frente e o seu, pois até o seu seguro já estava caducado e não cobriu os danos totais.

Conclusão final

Termino com uma simples pergunta: “Agora que conheceu alguns dos motivos pelo qual deixamos de cumprir os nossos objectivos, o que está a espera para marcar uma sessão Gratuita de Coaching comigo para avaliarmos como posso trabalhar isso consigo?

Siga o Venda Melhor nologo_b

Muito obrigado por ler o meu artigo. Se gostou deste artigo e reconhece que a partir desta informação aprendeu alguma coisa, imagine o que poderá beneficiar se me contratar como Coach?

Se tem dúvida se poderá funcionar consigo, solicite a sua sessão de 30 minutos gratuita, tenho a certeza que depois de conversarmos, vai reconhecer o quanto isso é necessário.

Conheça as condições e o como funciona a minha Fórmula que muda a forma de vender.

Partilhe comigo a sua opinião e ofereço-lhe Gratuitamente o meu eBook – “Conversa Entre Vendedores – Uma troca de ideias de quem vende para quem é vendedor

Por favor preencha questionário abaixo e carregue em enviar.

Complete a frase: VENDER É....
O que captou o seu interesse no Artigo? Titulo do ArtigoPalavra-chavePesquisa Aleatória
Como chegou até ao meu site? NewsletterPesquisa no GoogleOutro site
Como classifica o interesse do Artigo? BaixoSuficienteBomMuito Bom
Sugeria o meu site a algum amigo ou colega? SimNãoProvavelmente
Com que frequência visita o meu site? 1ª visita1 vez/semana1 vez/mêsMuitas vezes
Permita-me saber quem é Nome:
e-mail:
Gostou do Artigo?
O seu feedback é muito importante:
Clique em ->

Rapidinhas – Parte I

Janeiro 30, 2011

Tenho vindo normalmente a publicar artigos que na sua maioria está relacionado somente com um…

Desligue o computador

Outubro 11, 2009

Penso que deve concordar comigo, quando digo que a internet, as redes sociais e todos…

%d bloggers like this: