Oito dicas para conseguir aumentar as suas vendas

by

Resolvi esta semana voltar a partilhar algumas dicas que considero importantes e, talvez, fundamentais no seu processo comercial.

São dicas simples e que funcionam se bem utilizadas.

1. Não fantasie sobre a qualidade. Ouça mais do que fala

Esta dica é especialmente dedicada a todos os vendedores que adoram dizer que tudo o que vendem é perfeito, não tem defeito e que as suas empresas são os líderes de mercado. Consciencialize-se do seguinte, o seu cliente, antes de lhe receber já fez uma pesquisa sobre o que o “mercado” diz do seu produto. A pior coisa que pode acontecer é estar na frente dele e ser confrontado com uma contra-afirmação que o contradiz e pode arruinar a sua reputação. Por isso pare de fantasiar e procure fazer as questões certas para encontrar a melhor forma de resolver o problema do seu cliente.

2. Questione se há orçamento para investir na sua solução

O pior que pode acontecer no processo de venda é você despender imenso tempo em alinhar a necessidade do cliente com a sua solução, estar absolutamente certo que você alinhou tudo como o que ele precisa, mas no final o que ele tem para investir não é suficiente para cobrir o valor da solução. O que fazer? Usar as perguntas poderosas para descobrir se o orçamento para investir está alinhado com o seu valor.

3. O poder da concorrência

Ninguém gosta de ser ultrapassado ou ser menos que a concorrência. Todos querem ser os melhores e o seu cliente não é diferente. Se tem empresas da concorrência dele onde já vendeu, deve de forma subtil indicar o quanto a sua solução ajudou a concorrência dele aumentar a produtividade, aumentar as vendas, cortar nos custos fixos, etc. Trabalhe este tipo de referência cruzada a seu favor. Há um outro ponto muito importante: entre os concorrentes de um determinado mercado, todos os directores se conhecem e conversam. Só use esta referência se o que fez foi mesmo bem feito. Cuidado que se isso não aconteceu, o tiro pode sair pela culatra. Não minta.

4. O seu interlocutor está a pensar “O que eu ganho com isso?”

Já não há altruísmo no acto de comprar. Por isso você não pode descurar esta importante questão. Tente descobrir o que o seu interlocutor vai ganhar se tudo correr como ele quer. Ele não está a pensar só na empresa. Ele quer subir na hierarquia e ficar bem visto pelo chefe. Com as perguntas certas, poderá conseguir as respostas que precisa para entender a cadeia de ganhos.

5. Adapte a solução ao que o cliente precisa

Porque o seu cliente precisa comprar uma caixa de 100 parafusos quando ele só precisa de 2? E o que me diz do que tem que comprar 10 metros de cano quando o que ele quer é somente 3 metros? Pois é, a sua solução é modular? Ele pode começar comprando o pacote inicial com menos funcionalidades e depois ir progredindo? Se você só vende o produto “em grande” e não permite que seja comprado em partes menores, há uma probabilidade muito grande de não ter sucesso nas vendas, a não ser que só venda para quem quer comprar grandes quantidades. Mas isso é outra história.

6. Valorize as emoções

Quando você está a vender há sempre um item que é parte importante da negociação. Este item é a emoção. “Não se esqueça que o cliente compra por emoção e justifica com a razão”. Mantenha uma atmosfera de tranquilidade e de espaço para o cliente respirar e analisar o seu “eu” até que a razão dê “razão” à emoção e a venda aconteça.

7. Não deixe o seu ego se meter na negociação

Qualquer coisa que venda é passível de ser avaliada. Até quando vendo as minhas sessões de Coaching sou avaliado pela qualidade do meu serviço. Se no processo de venda você deixar influenciar pela critica que o cliente faz como uma ofensa pessoal, então é certinho que a venda não vai acontecer. Repito, tudo é passível de ser avaliado e temos que ter a frieza de saber receber esta critica e tirar dela o que há de bom e analisar o que há de mal em prol da correcção do erro.

8. Todo processo tem que ter um fecho

Não há negociações eternas. Tudo tem que chegar a um fim. Seja ele positivo ou negativo. A sua função é trabalhar para que haja uma decisão. Peça o fecho. Se o que propôs é reconhecido pelo cliente como o correcto, não há motivos para não haver o fecho.

Muito obrigado por ler o meu artigo. Se gostou deste artigo e reconhece que a partir desta informação aprendeu alguma coisa, imagine o que poderá beneficiar e aprender se me contratar como seu Personal Coach onde posso ajudá-lo a ser (ainda mais) melhor profissional.

Conheça as condições e o como funciona a minha Fórmula que muda a forma de vender.

Se tem dúvidas se pode funcionar consigo, solicite a sua consulta de 30 minutos gratuita, tenho a certeza que depois de conversarmos, vai reconhecer o quanto isso é necessário.

Se não gostou do artigo, partilhe com a sua concorrência. Eles vão adorar aprender como ser melhores e saber como vencer no mercado.

Para a semana trago um novo tema para um artigo que o vai ajudar a ser melhor profissional.

Só me resta dizer uma coisa: Muito obrigado, pense nisso e boas vendas.

Agora que leu o artigo, deixe-me saber quem é você e qual a sua avaliação sobre o que leu. A melhoria contínua só acontece com o seu feedback.

Por favor preencha o pequeno questionário abaixo e carregue em enviar.

Complete a frase: VENDER É....
O que captou o seu interesse no Artigo? Titulo do ArtigoPalavra-chavePesquisa Aleatória
Como chegou até ao meu site? NewsletterPesquisa no GoogleOutro site
Como classifica o interesse do Artigo? BaixoSuficienteBomMuito Bom
Sugeria o meu site a algum amigo ou colega? SimNãoProvavelmente
Com que frequência visita o meu site? 1ª visita1 vez/semana1 vez/mêsMuitas vezes
Permita-me saber quem é Nome:
e-mail:
Gostou do Artigo?
O seu feedback é muito importante:
Clique em ->


Eu sou contra o novo acordo ortográfico.

Pense muito

Setembro 12, 2008

Estamos a enfrentar tempos difíceis. As rápidas mudanças que acontecem no mundo, e cada nova…

%d bloggers like this: