A definição de crítica é: O termo “crítica” provém do grego kritikē (κριτική), que significa (a arte de) “discernir”, “separar”, “julgar”. É um acto do espírito que preserva o que merece ser afirmado e põe em dúvida a pretensão daquilo que pode ir além do seu domínio de aplicação e, portanto, não merece ser afirmado (Dicionário Etmológico Online). Crítica é a arte de negociar méritos e deméritos, com o objetivo de aprimorar desempenhos futuros.

Uma definição complexa, mas que, para mim, criticar nada mais é do que uma forma de “julgar” algo que outra pessoa fez. Entre amigos é fácil e até salutar criticar e ser criticado. Muitas vezes à crítica junta-se uma brincadeira e quem está a ser alvo aceita isso como parte do seu crescimento. Também a crítica está conotada com fazer algo de errado. Digo isso por que quando erramos, somos criticados. Quando acertamos, somos elogiados.

Porém como lidar com a crítica quando ela acontece no meio profissional? Será que entre colegas é “simples” ou “fácil” aceitar ser criticado por algo que fez? Como aceitar a crítica quando ela vem do chefe? Muitas vezes há situações que uma pessoa vê na critica uma forma de reprovação sobre algo que fez ou está a fazer e por isso começa a procrastinar, ignorar ou tornar-se ranzinza pensando que todos estão errados. Como diz o ditado: “Quem faz muito, erra muito, quem faz pouco erra pouco e quem nada faz, nunca erra!

Esta semana quero partilhar convosco uma experiência de Coaching e a forma como encontrar estratégias inteligentes de ver e assimilar as críticas que receber. Eis algumas dicas para ver a critica como algo positivo.

“No meu Instagram acompanhe a série 500 dias, 500 perguntas de Coach. Será capaz de responder a algumas delas?”

Ver na crítica uma forma de melhorar o desempenho

Se é uma pessoa que tem imensas situações de apresentações publicas ou reuniões com clientes, pense em levar alguém que tenha total liberdade para analisar a sua performance. Depois do evento ou reunião, sente e faça uma análise critica sobre coo tudo aconteceu. Assim sendo, numa folha de papel, do lado esquerdo liste o que tenha corrido menos bem e do lado direito aquilo que correu bem. Com isso, depois faça o trabalho de casa para na próxima reunião, sempre que detectar uma situação semelhante a uma da lista que correu menos bem, esteja alerta e, conscientemente, evite que acontecesse novamente.

Siga-me pelologo_b

Ver na critica uma forma de evitar a complacência e a modorra

A complacência infla um defeito de tornar uma pessoa demasiado confiante e relaxada. Quando isso acontece, a necessidade e vontade de querer fazer e mais e melhor, atinge o ponto mais baixo. A complacência faz uma pessoa ficar ancorada no seu nível de conforto e, em pouco tempo, haverá alguém que não está ancorado na complacência e o vai ultrapassar.

A critica permite escutarmos com os “dois ouvidos”

A frase conhecida de um político português que disse “Nunca me engano e raramente tenho dúvidas” mostra o nível de aceitação de uma pessoa perante a crítica. Quando estamos a ser criticados é fundamental e essencial estarmos atentos ao que está a ser dito sobre nós. Por exemplo, fazer como disse, uma lista do que correu menos bem, é uma excelente forma de escutar com os dois ouvidos e fazer uma análise fria sobre o comportamento e as fraquezas. Conhecermos os nossos pontos de falha, permite-nos estar preparados. Porém quando não somos capazes de escutar uma crítica passamos a ser conotados como arrogante e insensível e estas duas “qualidades” tem o poder de estragar a nossa imagem e o sucesso que queremos atingir.

A crítica faz o nosso ego ser humilde

Receber um elogio é uma sensação fantástica. Melhor ainda é quando isso acontece por um longo período onde tudo parece estar nas nuvens. Parece que em todos os lados que andamos o sol está sempre a brilhar. Nada de mal ou errado pode nos acontecer… até o momento que somos criticados. Neste instante a primeira reação é fazermos valer os nossos galardões e há uma frase muito típica em Portugal que diz: “Sabe com quem está a falar?”. Já ouvi esta frase de amigos, chefes, colegas e até mesmo de concorrentes. Esta é uma frase que demonstra o quanto o ego pode estar inflado e o quanto isso tolda os ouvidos e a visão e passamos a ver a crítica como um ataque, quando não é assim.

Conclusão final

Todas estas dicas abordadas neste artigo são fruto da minha relação como Coach com os meus clientes que me ajudaram, ao longo destes anos, a identificar cada uma delas bem como a melhor forma de conseguir realizar mudanças positivas nas suas vidas.

Coaching: It’s all about Execution!

Se com este artigo ficou um pouco mais conhecedor sobre como o Coaching pode ser útil no seu crescimento, então termino com uma pergunta: Há alguma coisa que quer mudar na sua vida ou na sua profissão?

Tenho uma SESSÃO GRATUITA DE COACHING para lhe oferece e assim ficar a conhecer um pouco mais sobre o meu trabalho.

Muito obrigado por ler o meu artigo.

Conheça a Fórmula que muda a forma de ser.

Pense nisso!

Complete a frase: VENDER É....
O que captou o seu interesse no Artigo? Titulo do ArtigoPalavra-chavePesquisa Aleatória
Como chegou até ao meu site? NewsletterPesquisa no GoogleOutro site
Como classifica o interesse do Artigo? BaixoSuficienteBomMuito Bom
Sugeria o meu site a algum amigo ou colega? SimNãoProvavelmente
Com que frequência visita o meu site? 1ª visita1 vez/semana1 vez/mêsMuitas vezes
Permita-me saber quem é Nome:
e-mail:
Se gostou do Artigo deixe o seu comentário:
Clique em ->

 

Wilques Erlacher

Coach de Desenvolvimento & Transformacional, membro da ICF – International Coach Federation com o nº 9120494 e Director de Vendas na Saphety (empresa do Grupo Sonae). Há mais de 20 anos que trabalho em funções relacionadas com Marketing, Vendas Corporativas, Desenvolvimento de Negócios, Gestão de Clientes, Formação, Mentoria e Consultoria em Vendas. Fui Presidente da Direcção na OV-APPV Associação Portuguesa dos Profissionais de Vendas e trabalhei na Petrogal (actualmente Galp Energia), na Agência Reuters Portugal, na Bull Portuguesa, na Novis Telecom e Mainroad (grupo Sonaecom). Sou keynote speaker, formador e mentor de equipas de vendas, desenvolvi e pratico a metodologia "Venda Melhor – A Fórmula que muda a forma de ser". Trabalho como Coach no desenvolvimento de profissionais em clientes empresarias em Portugal, Colômbia, Brasil, Espanha, França, Itália, Quénia e Cazaquistão. Acredito que há um potencial a ser trabalhado em cada um dos meus clientes, de forma única. O meu lema é “Coaching: It’s all about execution!” Quer falar comigo sobre como ser melhor profissional? email: we@wilqueserlacher.com Skype: w.erlacher telefone: +351 932 558 558