Sabia que o seu perfil no Linked In não serve para nada?

by

Começo por dizer que não sou um especialista no Linked In, nem quero aqui dar lição de moral sobre como usar. Falo somente da minha experiência pessoal e de uma coisa que me despertou o interesse.
Provavelmente a primeira pergunta que vem a sua cabeça é o que tem o meu perfil do Linked In com as dicas que apresento sobre vendas? Tem TUDO a ver com isso. E eu vou apresentar abaixo vários motivos pelos quais você deve tratar muito bem o seu perfil.
Já escrevi em vários artigos o quanto é importante usar as redes sociais para conhecer melhor o seu potencial cliente. Já expliquei que o Linked In é uma excelente ferramenta para nos informar o perfil do diretor financeiro com quem vamos falar ou do dono da empresa.
Mas o que acontece quando é você que está a ser pesquisado pelo seu potencial cliente? O que é que ele vai ver no seu perfil do Linked In? Será que ele vai ver o quanto você é bom e como tem ajudado os seus clientes a resolver os problemas que tem? Ou será que simplesmente ela vai ver uma página sem informação, sem foto, sem nada que interessa?
Isso acontece muito hoje em dia. Numa época onde está tudo disponível na internet, não somos só nós a pesquisar pela vida dos nossos clientes. Se quer que os seus clientes, antes de lhe receber para uma reunião, fiquem a saber com quem vão falar, devem tratar muito bem do seu perfil do Linked In.
No último ano vi o grupo do Venda Melhor no Linked In passar de uns singelos 4.000 membros para mais de 11.500 em poucos meses. Isso intrigou-me e comecei a pesquisar a razão. Até que há algum tempo atrás descobri a razão por que tantos brasileiros, de repente, começaram a criar perfis nesta rede social.
Isso tudo aconteceu porque nas provas de admissão de muitas empresas, começaram a exigir aos candidatos ter perfil no Linked In e alguma experiência na usabilidade desta rede social.
O Facebook é algo que qualquer pessoa tem no celular (telemóvel) e passa o dia inteiro a postar o que comeu, o que vestiu ou a festinha de amigos onde aparece com uma série de garrafas e copos de álcool a frente.
Já o Linked In não é assim. Não dá para postar fotografias do que comeu e muito menos das namoradas a passear na praia ou no calçadão. É algo muito mais sério. É profissional.
De certeza absoluta que já leu, ouviu ou soube através de amigos que os diretores de recursos humanos das empresas antes de contratar um novo colaborador, passam a olhar para o perfil do candidato nas redes sociais. Está tudo lá.
Já falei em artigos anteriores sobre a postura que se deve ter perante o Facebook e por isso não vou voltar a chover no molhado.
Veja porque eu afirmo que o seu perfil do Linked In não presta para nada.

Você não tem duas oportunidades de criar uma boa primeira impressão

* O seu perfil não tem uma fotografia CLARA do seu rosto. Pior, provavelmente você colocou aquela foto que estava sem camisa e de óculos escuro na praia ou colocou a foto que estava agarradinho a sua namorada (que afinal já não é mais). Mas existem coisas piores. Há quem coloque a foto do cão, gato, pardal, peixe ou deixe o perfil sem foto nenhuma.
* Colocou o seu email no seu nome. Sim, há uns “iluminados” que acham que o fato de colocar o email no nome vai ajudá-lo a ser mais contatado. ERRADO! Se você se chama José da Silva, nada de adicionar jose.da.silva@email.com logo a seguir ao nome.
Coloca o número de conexões no nome como se isso fosse uma vantagem. Existem os Pedro Matatelo +2500 ou José da Silva +7500.
* Colocar a graduação académica no nome. Pedro Matatelo MBA + 2500 ou José da Silva PhD MBA +7500. Venha o diabo e escolha.
* Não preencher os seus contactos no local certo. Existe uma parte chamada “Informação de Contatos” e descurar o preenchimento desta área é o pior erro que você está a cometer. Então como é que alguém vai saber como lhe contatar?

Não preencher o sumário da sua carreira profissional

Como é que quer que um empregador saiba se você tem ou não tem a experiência necessária para preencher a vaga que ele tem disponível? Não basta você ter um CV com toda a informação. O Linked In é o seu CV online. Acessível 24 horas, 365 dias por ano. Você não vai saber quantos e quem está a ver o seu perfil (pelo menos na versão grátis), mas acredite que há muita gente a olhar para ele. O sumário é o local onde você em poucas linhas vai ter que tentar dizer o quanto (e em que) você é bom. É neste espaço que você indica de forma simples os sucessos e atingimentos que conseguiu na sua carreira profissional. Ser o mais simples, conciso e direto é a chave.

Ser mal-educado ao não responder aos contatos recebidos

Sempre que alguém me pede uma conexão eu antes de aceitar vou ver o perfil dela. Ver o que ela fez, o que faz e que tipo de relação profissional pode surgir a partir do momento que estiver ligado a esta pessoa. São centenas de perfis que não tem absolutamente nada escrito. Quando mandam um pedido de conexão usam a mensagem padrão do Linked In sem deixar nenhuma pista o porque do pedido.
Por norma, sempre que alguém me pede ligação, mesmo que use a mensagem standard, eu, depois de aceitar, enviou um email de agradecimento e pergunto o motivo pelo qual o meu perfil despertou o seu interesse ao ponto de me pedir a ligação. Sabe quantas respostas recebo de volta? 1 em cada 20. Acredito que quem recebe o meu email de agradecimento não sabe sequer como voltar ao Linked In para responder.

Não ter experiência profissional preenchida

Se você não preencher com o seu percurso profissional, as suas hipóteses de ser contratado diminuem na mesma proporção da quantidade de informação que tem. Se é zero, zero será. Há quem prefira colocar tudo o que faz na empresa, mas os responsáveis de Recursos Humanos querem de uma forma simples, curta e direta saber o que é que vocês fez e como. Não basta dizer que foi engenheiro civil na empresa ABC, é dizer que foi engenheiro civil e responsável pelo controlo e execução da obra de construção de 30 estradas, 40 prédios e 10 centros comerciais.

Não ter participado em projeto nenhum

Outra área ignorada por muitos no perfil, provavelmente por ignorância ou desconhecimento. Aqui o que tem que expor são os projetos que participou e qual o papel que desempenhou em cada um. Vale tudo. Desde projetos sociais a grandes projetos dentro da sua empresa. Esta área mostra o seu lado de participante de equipas e como pode interagir com outras equipas.
Existem muitas outras coisas que falham no seu perfil. Para isso deverá ver sites com muito mais detalhes sobre o que fazer ou então contratar os serviços do Pedro Caramêz que é um grande especialista em formar pessoas no Linked In.

Agora que leu o artigo, deixe-me saber qual a sua avaliação.

Por favor preencha o pequeno questionário abaixo e carregue em enviar.
Muito obrigado, pense nisso e boas vendas.

Complete a frase: VENDER É....
O que captou o seu interesse no Artigo? Titulo do ArtigoPalavra-chavePesquisa Aleatória
Como chegou até ao meu site? NewsletterPesquisa no GoogleOutro site
Como classifica o interesse do Artigo? BaixoSuficienteBomMuito Bom
Sugeria o meu site a algum amigo ou colega? SimNãoProvavelmente
Com que frequência visita o meu site? 1ª visita1 vez/semana1 vez/mêsMuitas vezes
Permita-me saber quem é Nome:
e-mail:
Gostou do Artigo?
O seu feedback é muito importante:
Clique em ->

[email_link]
One Response to "Sabia que o seu perfil no Linked In não serve para nada?"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Sabe aceitar uma critica?

Outubro 15, 2017

A definição de crítica é: O termo “crítica” provém do grego kritikē (κριτική), que significa (a arte de)…

%d bloggers like this: