Todos nascemos vendedores, mas somente alguns sabem disso

by

Pois é, cá estou de volta ao meu artigo semanal depois de uma belíssimas (e merecidas) férias junta da minha família no Brasil. Mas não estou aqui para falar das férias. Hoje vos trago um artigo que me fez pensar muito e que espero vos faça também pensar e valorizar ainda mais a sua profissão de vendedor. 

Quando Criança:
Você e seu irmão vão passear a cada de um amigo e quando chegam lá descobrem que ele tem uma cadela que teve filhotinhos e se apaixonam por um dos filhotes. Neste momento vocês começam a conversar sobre qual a estratégia e discurso a adoptar com os seus país de forma que eles fiquem convencidos que ao deixarem vocês ficarem com o filhote de cão. Pode não ter a percepção disso, mas acabou de fazer um brainstorming para vender a vossa ideia. Isso é vender!

Quando Pré-adolescente:
Estamos na secundária, temos o azar de não fazer parte do grupo dos miúdos “populares” da escola. Temos duas hipóteses possíveis. 1) Passar a ser o saco de pancadas deles sempre que quiser brincar no mesmo local onde eles estejam; ou 2) Descobrir qual a minha vantagem competitiva em relação a eles, como por exemplo ser muito bom numa matéria, e vender a minha vantagem competitiva e assim poder passar a fazer parte. Isso é vender!

Quando Adolescente:
É sem dúvida a fase da testosterona para os rapazes e a de deslumbre das raparigas. Os rapazes fazem de tudo para venderem-se como atléticos, ou inteligentes, ou espertos, ou respeitado ou mesmo uma infinidade de argumentos. Isso para que? Poder conquistar o coração de uma menina. Elas o que fazem é começarem a vestir-se com roupas mais pequenas, a maquilharem-se, a usar acessórios maiores e vistosos, a fazer “olhinhos” ou mesmo a fazerem-se de “difíceis”. Isso para que? Para poderem conquistar o rapaz mais bonito da escola. Isso é vender!

Quando Adulto:
Chegamos a uma cidade diferente, apesar de termos feito um excelente trabalho de recolher uma série de informações na internet, ficamos perdidos. O que fazemos? Perguntamos. Vou então ser mais preciso. Chegamos na recepção do hotel e perguntamos ao recepcionista onde podemos ir comer, nos divertir e conhecer os melhores museus ou locais históricos. Ao fazemos isso, estamos, de certa forma, a confiar e a “comprar” as sugestões que ele nos deu. Depois de ir há algum dos lugares sugeridos podemos nem ter gostado, mas é impossível ficarmos indiferentes e/ou ignorarmos por completo as sugestões dadas. Isso é vender!

Nos Negócios:
Durante meses desenvolveu uma ideia de negócio e agora precisa de correr atrás de investidores. Independentemente do plano de negócio que vai ter que fazer, uma das funções principais para conseguir o investimento é conseguir vender a sua ideia de forma clara e esclarecedora aos putativos investidores.Isso é vender!

No Trabalho:
Você trabalha no departamento de impressão, e descobriu uma fórmula excelente para reduzir o número de fotocópias que são pedidas todos os dias pelos seus colegas. O que faz? Pede para falar com o seu chefe e começa a expor a sua ideia (seja ela qual for). Isso é vender!

No trânsito:
Vai atrasadíssimos para uma reunião e é apanhado pela polícia que o para em pleno percurso. No momento que nota que foi apanhado e que tem que parar (mesmo estando atrasado) começa a pensar em todos os argumentos que irá usar com o guarda quando ele se aproximar da sua janela. Você sabe que vai ser multado, mas antes exprime todos os argumentos possíveis e impossíveis para evitar isso. Depois de usar todos os seus argumentos, o guarda passa-lhe um sermão mas ficou convencido e deixa-o seguir sem ser multado. Isso é vender!

Se fizer uma retrospectiva a sua vida verá que foram imensas situações que teve que expor os seus argumentos com alguém para atingir os fins que desejava. Em todas elas você inconscientemente vendeu uma ideia, uma necessidade e conseguiu o retorno que queria. Vender não é mais do que isso, expor as suas ideias e argumentos para alguém “comprar” o que diz e ambos ganharem alguma coisa. Você até pode pensar que ao fazer uma série de argumentações ao porteiro de uma discoteca para ele lhe deixar entrar não seja venda, mas é. Você conseguiu entrar e ele acreditou que você será um bom cliente e que irá consumir bebidas. Negócio fechado.

Vender, no meu entender, é a profissão do século XXI. Para que tenha uma ideia, estudos feitos por uma universidade americana, diz que a profissão de vendedor é responsável por movimentar mas de 120.000 milhares de milhões de dólares todos os anos (algo como 120 triliões de dólares por ano). Se com esta crise, ficou desempregado ou está a ver que a empresa onde trabalha vai de mal a pior, porque não pensar em ingressar nesta profissão? Seja qual for a sua área de estudo, acredite que é uma profissão que permite os bons crescerem e ganhar muito dinheiro. Seja você a determinar o seu futuro, definir as suas horas de trabalho e como vai fazer o seu trabalho. Seja o seu próprio patrão.

Se gostou deste artigo e reconhece que a partir desta informação aprendeu mais alguma coisa, eu adoraria compartilhar informações mais detalhadas com você e/ou qualquer outra pessoa que você possa pensar que irá beneficiar se conhecer a minha Fórmula que muda a forma de vender.

E é isso. Para a semana trago um novo tema para um artigo que o vai ajudar a vender mais. Só me resta dizer uma coisa: Muito obrigado, pense nisso e boas vendas.

Agora que leu o artigo, deixe-me saber quem é você e qual a sua avaliação sobre o que leu.

Quer ver o seu comentário na página principal do site, escreva o seu comentário sobre como este artigo lhe ajudou e se identifique com o seu nome e email.
Por favor preencha o pequeno questionário abaixo e carregue em enviar.

Complete a frase: VENDER É....
O que captou o seu interesse no Artigo? Titulo do ArtigoPalavra-chavePesquisa Aleatória
Como chegou até ao meu site? NewsletterPesquisa no GoogleOutro site
Como classifica o interesse do Artigo? BaixoSuficienteBomMuito Bom
Sugeria o meu site a algum amigo ou colega? SimNãoProvavelmente
Com que frequência visita o meu site? 1ª visita1 vez/semana1 vez/mêsMuitas vezes
Permita-me saber quem é Nome:
e-mail:
Gostou do Artigo?
O seu feedback é muito importante:
Clique em ->


Eu sou contra o novo acordo ortográfico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Identificar que decide

Outubro 3, 2008

Esta semana resolvi trazer-vos um tema que muitas vezes nos acontece e algumas vezes acertamos…

Pense muito

Setembro 12, 2008

Estamos a enfrentar tempos difíceis. As rápidas mudanças que acontecem no mundo, e cada nova…

%d bloggers like this: