Não seja “Mais ou Menos”

by

É preferível ter pessoas que amam a sua empresa e pessoas que odeiam a sua empresa do que todo mundo achar a sua empresa mais ou menos.

É preferível ter pessoas que amam a sua marca e pessoas que odeiam a sua marca do que todo mundo achar a sua marca “mais ou menos”.

É preferível ter pessoas que amam-te como profissional e pessoas que odeiam-no como profissional do que todo mundo achar-te um profissional “mais ou menos”.

A sua empresa, sua marca e você como profissional precisam ter uma identidade forte para os clientes e para as pessoas. Acabou-se o tempo dos “mais ou menos”.

Se quer vencer na sua vida profissional ou na vida empresarial, trate de ser excelente em pelo menos uma coisa.

Você irá com certeza desagradar muita gente, “toda Unanimidade é Burra” (dizia Nelson Rodrigues), muita gente vai achá-lo um impostor, charlatão, desavisado e ingénuo mas também garanto que muita gente irá correr ao seu lado, será a seu favor e defenderá os seus pontos de vista. É sempre assim com empresas marcas e pessoas de sucesso. O que não pode é ser considerado mais um ““mais ou menos”.

Veja o que acontece com os automóveis, bebidas e até políticos. Há os que amam uma determinada marca e/ou modelo de automóvel, defendem até a morte aquela marca/modelo, afirmam que é o melhor carro do mundo, que nunca se avaria, etc. E há os que não podem nem ouvir falar daquela marca/modelo de automóvel.

Com as bebidas é a mesma coisa, há os apaixonados, os defensores da marca nos bares da vida e que até brigam na defesa da sua bebida preferida. Hás os que dizem que a bebida é ruim, dá dor de cabeça ou que lhe faz vómitos.

Com os políticos é a mesma coisa. Existe os seguidores fanáticos e os detractores fanáticos. Um político tem que evitar a qualquer custo ser considerado um “mais ou menos” e eles têm um conhecimento profundo disso.

E isso é com tudo, os “mais ou menos” são uns coitados. Um “mais ou menos” é desprezado por todos, ele não passa mesmo de um “mais ou menos”.

Faça uma análise e responda a estas questões:

  1. Como é a sua empresa?
  2. Como é a sua Marca?
    1. Ela gere emoções fortes no consumidor ou é como tantas outras uma “mais ou menos” que é escolhida somente na falta de outras mais fortes?
  3. E você, como é visto como profissional e como pessoa?
    1. É alguém que gera amores e ódios, ou simplesmente mais um “mais ou menos” desses que existe aos milhares por ai?
No tags for this post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Fantástico Mike!

Agosto 2, 2009

Todos os portugueses devem lembrar-se de um personagem que era desempenhado por uma dupla de…

A Arte do Aperto de Mão

Junho 21, 2008

Resolvi hoje apresentar uma questão que apesar de não ser um técnica ou táctica de…

%d bloggers like this: