Capitulo VII – Conhecendo o programa “adição”

Capitulo VII – Conhecendo o programa “adição”

Achei aquilo tudo fascinante, mas arrancava uma nova fase da minha vida e a primeira decisão que tinha que tomar era como iria sobreviver sem ter um trabalho, só para me dedicar a duas semanas de formação de empresária. Vinha na minha cabeça dezenas de perguntas, mas a principal era se teria coragem de abandonar o meu emprego e a segurança dos quase 1500€ mensais para dedicar todo o meu tempo a lançar o meu negócio.

Capitulo I – a ideia do projecto

Capitulo I – a ideia do projecto

Chegava ao fim o almoço e alguém deixou um saco plástico cheio de jornais e revistas na esplanada que o empregado do restaurante trouxe para dentro. Como o movimento de louça para limpar não estava assim tão grande, fui ao balcão de entrada peguei jornal e fui até a parte de trás do restaurante, onde temos a casa de banho dos empregados, e sentada na sanita, abri o saco e tirei o jornal Expresso.

7 dicas para uma reunião de vendas de sucesso

7 dicas para uma reunião de vendas de sucesso

Eu sei que muito se escreveu (eu mesmo já escrevi) sobre os erros a evitar quando está sentado a frente de um potencial cliente, mas nem sempre é possível obter boas dicas sobre como lidar com um potencial cliente e conseguir obter o resultado pretendido. Portanto, é importante agir com entusiasmo e com a atitude certa para optimizar as suas hipóteses de obter sucesso.

É a sua estratégia, estúpido!

É a sua estratégia, estúpido!

Começo por questionar o seguinte: quantos emails “frios” recebe todos os dias? Dezenas, centenas ou em alguns casos milhares.
Todos oferecem descontos, promoções, ofertas miraculosas e prémios se comprar. Quantos destes é que abre e realmente reage ao impulso? Zero? Um? Dois? Vai procurar onde cancelar o envio ou simplesmente marca como SPAM para nunca mais tenha a caixa de entrada do email abarrotada de lixo?

Quem não se comunica, se trumbica!

Quem não se comunica, se trumbica!

Quem não se comunica, se trumbica!
Alguns podem se lembrar, mas poucos tiveram o privilégio de o ver trabalhar. Nos anos 70 houve um personagem na televisão brasileira, chamado “Chacrinha”, que entre tantos feitos, tinha frases que ficaram eternizadas no léxico brasileiro. Uma destas frases, é justamente o título deste artigo.
Não se preocupe. Não irei escrever nada relacionado com o personagem, mas sim sobre a importância da comunicação para quem tem o seu próprio negócio e como esta comunicação influencia a tomada de decisão do comprador.