10 questões para efectivamente mudar para melhor

Há momentos na nossa vida em que temos de parar para pensar. Estamos a viver momentos onde tudo gira a uma velocidade alucinante e quando vimos, já estamos novamente no início de um novo ano.

Ainda em modo de reflexão, há no meu entender um conjunto de questões que devemos fazer a nós próprios para avaliar se estamos, mesmo, no bom caminho ou se é chegada a hora de mudar de rumo. Eis as 10 questões que lhe desafio colocar no papel e responder. Depois, a medida que o ano for avançando, reveja as perguntas e avalie se as suas respostas continuam as mesmas.

Questão nº 1: Porque estou a (ou vou) fazer isso?

Em tudo o que for iniciar, antes de começar, será preciso saber responder a esta questão. A resposta pode ser o gatilho para 1) Continuar em frente pois está consciente do que vai fazer ou 2) Tomar consciência que estará a desperdiçar tempo.

Questão nº 2: Qual o resultado que pretendo obter?

Se conhece a resposta ao ponto 1) anterior, agora a fasquia sobe um pouco mais. É importante saber o que vai obter como resultado. A dúvida ou incerteza na resposta a esta questão é mais um sinal de alerta.

Questão nº 3: Qual é destino e quais os pontos de validação intermédios?

Tal como nos campeonatos de Rally onde os carros além de saberem exactamente qual o destino, precisam ir parando em checkpoints para validar que estão a cumprir o planeado, você tem de saber exactamente qual é o seu destino e criar os seus pontos de validação intermédios, onde poderá fazer uma análise se está a se manter no rumo certo. Estas validações intermédias ajudam a alinhar os objectivos com o percurso.

Questão nº 4: Qual é o meu papel neste processo?

É o actor principal ou apenas um figurante que não abre a boca? Sabe com todo o detalhe e rigor qual o seu papel durante o caminho que está a percorrer? Se o seu papel não está definido ou se é meramente um coadjuvante sem importância, então é o momento certo para validar se quer continuar assim ou parar e voltar a questão nº 1.

Questão nº 5: Quem são os meus parceiros, clientes e fornecedores?

Não há menor hipótese de ser bem sucedido se não souber, com todo o detalhe, quem e quais são os seus parceiros que poderão contribuir para o seu sucesso, quem são os seus clientes alvo e se for o caso, que fornecedores precisa para complementar a sua oferta.

Questão nº 6: Que forma ou ferramenta tenho para medir os resultados?

O que não é medido não pode ser controlado e não terá resultado assegurado. Em tudo o que fizer, deverá criar formas de medir se os resultados obtidos estão em linha com o que foi planeado e acordado.

Questão nº 7: Que recursos tenho ao meu dispor?

Imagina que tem como objectivo pregar um prego na parede, mas não tem nenhum martelo. Como acha que vai conseguir pregar o prego? Vai usar a testa ou dar um murro? Claro que não. Por isso é muito importante que tenha consciência dos recursos que precisa para ajudar no seu percurso até o seu objectivo final.

Questão nº 8: Está a dar a prioridade certa a cada tarefa?

Muito bem, você tem uma lista de tarefas que são necessárias executar. Mas como é que pode saber qual a tarefa que tem que fazer primeiro se todas elas são urgentes? Verifique quais as tarefas que mais impacto tem no resultado final. Para estas dê a prioridade máxima. Para as que medianamente impactem o resultado, prioridade média. Todo o resto é de prioridade baixa. Fácil, certo?

Questão nº 9: Que obstáculos vou encontrar no meu caminho?

Não pense que tudo será um mar de rosas e que não vai encontrar nenhum espinho pelo caminho. Terá imensos contratempos, atrasos, problemas com clientes, problemas por não ter clientes, problemas com os fornecedores, parceiros, consigo próprio, etc. Ao analisar e tomar conhecimento do que pode correr menos bem vai permitir criar um plano de acção para cada uma dos obstáculos. É claro que vão aparecer alguns que não foram pensados, mas isso será 1%. O importante é você estar preparado para os restantes 99%.

Questão nº 10: O que pode ser feito diferente para ser mais eficaz?

A resposta a esta pergunta é simples. Primeiro investir na sua formação, segundo, investir num processo de Coaching, terceiro, praticar, praticar e praticar muito até que consiga fazer tudo o que tem que ser feito no menor tempo possível com o maior grau de eficiência e eficácia no resultado.

Conclusão final

Termino com uma simples pergunta: “Está preparado para responder as estas 10 questões?

Gostava de experienciar o que é o Coaching, então marque uma sessão Gratuita de Coaching comigo para avaliarmos como poderei trabalhar consigo?”

Siga o Venda Melhor nologo_b

Muito obrigado por ler o meu artigo. Se gostou deste artigo e reconhece que a partir desta informação aprendeu alguma coisa, imagine o que poderá beneficiar se me contratar como Coach?

Se ainda tem dúvida como poderá funcionar consigo, solicite a sua sessão de 30 minutos gratuita, tenho a certeza que depois de conversarmos, vai reconhecer o quanto isso é necessário.

Conheça as condições e o como funciona a minha Fórmula que muda a forma de vender.

Pense nisso!

Complete a frase: VENDER É....
O que captou o seu interesse no Artigo? Titulo do ArtigoPalavra-chavePesquisa Aleatória
Como chegou até ao meu site? NewsletterGoogleLinked InFacebookTwitter
Como classifica o interesse do Artigo? BaixoSuficienteBomMuito Bom
Sugeria o meu site a algum amigo ou colega? SimNão
Com que frequência visita o meu site? 1ª visita1 vez/semana1 vez/mêsMuitas vezes
Nome: email:
Se pudesse fazer-me uma pergunta, qual seria?
Clique em ->

10 questões para efectivamente mudar para melhor
Tagged on:         

Wilques Erlacher

ACC Coach Credenciado pela ICF. Especializado em Coach de Desenvolvimento & Transformacional e Director de Vendas na Saphety (empresa do Grupo Sonae). Há mais de 20 anos que trabalho em funções relacionadas com Marketing, Vendas Corporativas, Desenvolvimento de Negócios, Gestão de Clientes, Formação, Mentoria e Consultoria em Vendas. Fui Presidente da Direcção na OV-APPV Associação Portuguesa dos Profissionais de Vendas e trabalhei na Petrogal (actualmente Galp Energia), na Agência Reuters Portugal, na Bull Portuguesa, na Novis Telecom e Mainroad (grupo Sonaecom). Sou keynote speaker, formador e mentor de equipas de vendas, desenvolvi e pratico a metodologia "Venda Melhor – A Fórmula que muda a forma de ser". Trabalho como Coach no desenvolvimento de profissionais em clientes empresarias em Portugal, Colômbia, Brasil, Espanha, França, Itália, Quénia e Cazaquistão. Acredito que há um potencial a ser trabalhado em cada um dos meus clientes, de forma única. O meu lema é “Coaching: It’s all about execution!” Quer falar comigo sobre como ser melhor profissional? email: we@wilqueserlacher.com Skype: w.erlacher telefone: +351 932 558 558

error: Conteúdo protegido contra cópia!