Oito lições que a nossa mãe nos ensinou e que não aprendemos na escola

by

Ter sucesso na profissão de vendedor não é uma coisa simples. Precisamos ter disciplina, foco e uma série de qualidades que nos permita conseguir ultrapassar as emoções e estresses de um dia de luta.

Na persecução do sucesso temos que frequentar cursos, ler livros, aprender com a vivência e experiência de outros vendedores para criamos a nossa forma de vender. Com o avanço da tecnologia temos a nossa disposição uma série de novas formas de aprendermos a ser melhores pessoas e por conseguinte, melhores profissionais. Falo das redes sociais, dos mais variados blogues e artigos publicados por grandes especialistas (e também por grandes charlatões) com várias técnicas e sugestões que quando bem interpretadas dão azo a bons resultados.

Somos animais de imitação. Tudo o que tinha que ser tentado na criação de novas técnicas para conseguirmos vender já foi dito. Temos a tentação de tentar aplicar a técnica, que por ter dado certo com alguém, acreditamos que irá dar certo connosco. Não dá. Jogamos fora tudo o que aprendemos e vamos atrás de novas técnicas. Agora a do “kanguru perneta” que deu certo com o vendedor “X”. Tentamos e até conseguimos fazer um negócio, mas todos os outros falharam. Mais um tempo perdido. Como tudo na vida para cada ação há uma reação. Algumas reações são boas outras nem por isso.

Mas há uma escola na nossa vida que por vezes descuramos e até mesmo esquecemos que por lá passamos. Esta escola é a nossa mãe. Resolvi falar sobre este tema, justamente porque vou estar nos próximos dias em casa dos meus pais de férias e achei que era uma excelente altura para rever alguns dos sábios conselhos que ela me deu. E por vezes as melhores lições são as que já conhecemos há muito tempo, mas simplesmente ignoramos.

Mas qual a relação entre os conselhos que a minha mãe dava-me e o putativo sucesso na minha carreira profissional? Simplesmente tudo. Duvida? Então veja se reconhece estes conselhos:

1. Para cada ação há uma reação

Em qualquer área de negócio que esteja envolvido tudo o que fizer tem uma consequência. Algumas são boas, por vezes vai ficar arrependido do que fez. Para cada ação um resultado. É uma verdade universal. Para cada coisa que faça na sua vida profissional irá obter um resultado que merece. Quando age com honestidade, recebe honestidade. Quando age com respeito consegue o respeito. Tudo importa, tudo interessa.

2. Ninguém gosta de quem “sabe tudo”

Há um artigo que escrevi sobre o fato de ninguém gostar de pessoas mais-ou-menos, o que é o mesmo que se passa com os sabe-tudo. São pessoas arrogantes e que quando tentamos aprofundar sobre um determinado tema, consegue airosamente sair de lado e fugir ao tema. Seja um especialista, a minha mãe sempre me disse para ser bom numa coisa, e ter um breve conhecimento sobre outras coisas que não tenham nenhuma relação direta com o que seja bom. Não seja mais um daqueles arrogantes e empertigados que por saber um “pouquinho” sobre algumas coisas, intitulam-se com os sabichões. Isso não existe e quem os conhece, quer evitar de estar com eles na mesma sala. Conheço alguns assim e quero distância deles.

O artigo que menciono é este: Não seja mais ou menos

3. Deixe de ser um bebe-chorão

Em palavras simples, pare de reclamar. O que as empresas menos precisam é de alguém que passe o tempo inteiro a reclamar que tudo é mal, que está sempre na sala de café a falar mal do chefe, dos colegas. Que quando está a frente de um potencial cliente adora estar a reclamar que a concorrência está a tramar o negócio e que o mercado não quer continuar a comprar o produto, etc. quando você foi contratado foi para trazer alguma coisa de novo. Para ajudar a encontrar novas soluções, novas formas de resolver os problemas. Que existem problemas, todos sabemos. Que existem soluções e que é muito importante você ser orientado neste sentido, talvez não saiba. É altura de mudar de atitude.

Artigo relacionado: Apresente menos desculpas e problemas e mais soluções

4. A vida não é justa

Outro fato da natureza. Pare de pensar que é um injustiçado e que tudo o que há de mal só acontece consigo. Todos vivemos as mesmas igualdades de circunstâncias. Você não nada de melhor ou de pior somente porque existe. Como já disse anteriormente, o que plantar vai colher. Se a vida não é justa, ajuste-se a ela. Corra os riscos que tiver que correr e assuma os resultados como algo perfeitamente natural.

5. Só porque os outros fazem algo não significa que você também tem o direito

Pense no seguinte: existem milhares de pessoas cometem imensos erros. Não é porque estas pessoas cometem os erros que você tem o direito de fazer o mesmo. Você até pode se achar no direito, mas está somente nas suas mãos a possibilidade de fazer diferente e melhor. A sua atitude determina a forma como faz o seu caminho. Está nas suas mãos cometer os mesmos erros só porque os outros cometem, ou procurar aprender com os erros deles e seguir o caminho do sucesso.

6. Aprenda com os seus erros

Quando uma criança está a aprender a andar, ela cai centenas de vezes até conseguir andar corretamente. o que ela fez? Aprendeu com os erros. Se temos esta reação desde que ainda somos uns bebés, porque não usar o mesmo ensinamento quando somos mais crescidos. As melhores lições de vida e de exemplos do que não devia fazer foram aprendidas quando cometi erros. Quando falei demais, aprendi que não devia falar tanto. Quando deixei de fechar um negócio por não ter compreendido a necessidade do cliente, passei a fazer mais perguntas para poder entender TUDO o que ele precisava.

Artigo relacionado: Os maiores erros que se fazem nas vendas

7. Peça desculpas quando estiver errado

Um político que todos os portugueses conhecem uma vez disse: “Eu raramente me engano quando erro não foi por minha causa, mas porque alguém induziu-me em erro!”. Esta postura é, na minha opinião, a pior atitude que uma pessoa pode ter. Ninguém está imune de cometer um erro. O problema só é um problema se quando detetar que cometeu um erro não assumir e não pedir desculpas. Quando errar, saiba reconhecer e ser humilde para junto das pessoas pedir desculpas. Quando criança cometi imensas travessuras. Sempre que a minha mãe descobria as besteiras que tinha feito, a primeira coisa que me obrigava era pedir desculpas a todos os que foram afetados pela minha travessura. Desde então, sempre que cometo o erro, antes mesmo que alguém dê pelo erro sou o primeiro a anunciar e a pedir desculpas. Quem nunca cometeu um erro que atire a primeira pedra.

8. Cresça e apareça

Se realmente quer vencer no mundo das vendas, uma das primeiras lições que também deve aprender é a de ser forte. Durante o seu percurso profissional vai levar muita pancada. Vai encontrar muitas pessoas que lhe irão fazer a vida negra, que irão falar mal de si, que irão procrastinar as suas decisões, que vão fazer ficar com cabelos brancos. Sempre que isso acontecer, se foi ao chão, levante-se, sacuda a poeira e siga em frente. Se levou uma pancada, levante a cabeça e limpe o sangue que corre no canto da boca e siga em frente. Tudo isso já aconteceu comigo. Tudo isso continua a acontecer comigo. Está nas minhas mãos mudar. Está na minha atitude, saber encarar estes problemas e ver uma forma de os resolver a meu favor. E você? Vai ficar a lamber as feridas ou prefere crescer e ser uma pessoa melhor?

Se gostou deste artigo e reconhece que a partir desta informação aprendeu mais alguma coisa, eu adoraria compartilhar informações mais detalhadas com você e/ou qualquer outra pessoa que você possa pensar que irá beneficiar se conhecer a minha Fórmula que muda a forma de vender.

E é isso. Para a semana trago um novo tema para um artigo que o vai ajudar a vender mais. Só me resta dizer uma coisa: Muito obrigado, pense nisso e boas vendas.

Agora que leu o artigo, deixe-me saber quem é você e qual a sua avaliação sobre o que leu.

Quer ver o seu comentário na página principal do site, escreva o seu comentário sobre como este artigo lhe ajudou e se identifique com o seu nome e email.
Por favor preencha o pequeno questionário abaixo e carregue em enviar.

Complete a frase: VENDER É....
O que captou o seu interesse no Artigo? Titulo do ArtigoPalavra-chavePesquisa Aleatória
Como chegou até ao meu site? NewsletterPesquisa no GoogleOutro site
Como classifica o interesse do Artigo? BaixoSuficienteBomMuito Bom
Sugeria o meu site a algum amigo ou colega? SimNãoProvavelmente
Com que frequência visita o meu site? 1ª visita1 vez/semana1 vez/mêsMuitas vezes
Permita-me saber quem é Nome:
e-mail:
Gostou do Artigo?
O seu feedback é muito importante:
Clique em ->


Eu sou contra o novo acordo ortográfico.

%d bloggers like this: